Teste genético: RH Fetal

A doença hemolítica do recém-nascido (DHRN) é causada pela incompatibilidade do sistema Rh entre o sangue materno e o sangue fetal. A genotipagem do grupo Rh fetal é muito importante, principalmente em mulheres Rh negativo (antígeno D ausente) que, por terem parceiros Rh positivo (antígeno D presente), possuem chance de gerar um filho Rh positivo. Se o sangue da criança entrar em contato com o sangue materno, o sistema imunológico da mãe produzirá anticorpos contra o antígeno D do sangue do bebê. Conhecido como sensibilização, esse fenômeno normalmente não acarreta problemas na primeira gestação. Porém, caso a mulher fique grávida novamente, seu sistema imunológico poderá “atacar” o feto, caso ele seja Rh positivo.
É possível saber o fator Rh do bebê durante a gestação, utilizando-se uma amostra de sangue materno, a partir da 9ª semana de gestação, a qual contém DNA fetal livre circulante. A determinação do fator Rh fetal ajuda na profilaxia materna após a primeira gestação e evita complicações nas gestações posteriores.

Um teste genético desenvolvido pelo Dr. Ciro Martinhago há 7 anos.

Com uma amostra do sangue da mulher grávida de 8 semanas, fragmentos de DNA fetal são analisados para detectar o tipo de RH do futuro bebê. Um método totalmente não invasivo e absolutamente seguro. O resultado é dado em 5 dias.

Ligue para nós

11 4561-2760

Nós ligamos para você

Atendimento especializado

Aconselhamento Genético

Aconselhamento Genético

Gravidez Gemelar a partir da nona semana

Gravidez Gemelar a partir da nona semana

Ion ReproSeq – NGS Overnight

Ion ReproSeq – NGS Overnight

Genética Médica

Genética Médica

Teste: Vírus Zika a partir do sêmen humano

Teste: Vírus Zika a partir do sêmen humano

Pediatria

Pediatria

Imunologia

Imunologia

Gastroenterologia

Gastroenterologia

Reumatologia

Reumatologia

Endocrinologia

Endocrinologia

Nefrologia

Nefrologia

Neurologia

Neurologia