Para melhorar as taxas de gestação ao identificar os embriões que são cromossomicamente normais, introduzimos testes especificamente desenvolvidos para uma triagem citogenética desses embriões. Esses tipos de testes focam o uso da tecnologia desenvolvida para o DGPI, e hoje a metodologia é chamada de Screening Genético Pré-implantacional (PGS), ou Screening de Aneuploidia Pré implantacional (PGD-AS). Considera-se prudente e benévolo
realizar a biópsia embrionária para o PGS referente à idade avançada, em mulheres acima de 37 a 39 anos que gerem ao menos seis embriões em condições de biópsia.21 Para mulheres que geram um número muito pequeno de embriões, é discutível o uso do DGPI. A Tabela 1 mostra o aumento da taxa
de implantação após o PGS, conforme a idade materna. Entre as outras indicações de PGS, destacam-se a falha repetitiva de implantação e a idade materna.

Ligue para nós

11 4561-2760

Nós ligamos para você

Atendimento especializado